Artigos, Notícias, Pr. Rodrigo

Todos devem Evangelizar

Evangelizar é o ato de anunciar o que Jesus Cristo fez para salvar os homens dos seus pecados. Todos devem evangelizar, todos devem falar destas boas novas e basicamente anunciamos que:

  1. Deus é santo (1Jo 1.5). Ele é o criador de todas as coisas (Gn 1.1).
  2. Todas as pessoas são pecadores que merecem a ira justa e eterna de Deus (Rm 3.10-19; Mc 9.48; Ap 14.11).
  3. Jesus Cristo, o qual é plenamente Deus e plenamente homem, viveu uma vida sem pecado, morreu na cruz para carregar a ira de Deus no lugar de todos aqueles que haveriam de crer nele, e ressuscitou do sepulcro para dar vida eterna ao seu povo (Jo 1.1; 1Tm 2.5; Hb 7.26; Rm 3.21-26; 2Co 5.21; 1Co 15.20-22).
  4. O único modo de alguém ser salvo da punição eterna e ser reconciliado com Deus é arrepender-se do pecado e confiar em Jesus Cristo para a salvação (Mc 1.15; At 20.21).

Por que cremos que todos devem EVANGELIZAR, vejamos alguns exemplos:

Os primeiros cristãos da igreja praticavam intensamente o evangelismo: “Entrementes, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra” (At 8.4). E Atos 11.19-21 nos conta que todos os discípulos  evangelizavam à medida que se espalhavam para além de Jerusalém.

O Apostolo Pedro instrui todos nós a estarmos “sempre preparados para responder a todo aquele que vos [nos] pedir razão da esperança que há em vós [nós]” (1Pe 3.15).

Quais são algumas diretrizes práticas para evangelizar corretamente?

  1. Ore.  Jesus disse: “Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia” (Jo 6.44). A salvação é obra de Deus, então nós deveríamos pedir a ele para operá-la.
  2. Faça perguntas e provoque autorreflexão. Faça boas perguntas que provoquem as pessoas a refletirem sobre suas vidas, suas crenças e as reivindicações que você está fazendo. E então escute as respostas delas! Isso o ajudará a entendê-las melhor, bem como a entender as preocupações delas.
  3. Use a Bíblia. Quando nós usamos a Bíblia para evangelizar nossos amigos, nós deveríamos mostrar a elas que não estamos meramente  lhes oferecendo nossas ideias particulares – nós estamos lhes contando aquilo que Deus revelou sobre si mesmo, sobre nosso pecado e sobre seu Filho.
  4. Seja claro. Ao usar palavras como “Deus” e “pecado”, as pessoas podem ter ideias muito diferentes acerca do que tais palavras significam. Então defina termos cruciais, como “pecado” e “fé”. Tenha certeza de que o seu ouvinte entende exatamente o que você está lhe dizendo.
  5. Use a igreja.  Você certamente deveria convidar uma pessoa a quem está evangelizando para vir à sua igreja, de modo que ela possa ouvir o evangelho. Mas a igreja tem muito mais a oferecer ao nosso evangelismo. Jesus disse: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros” (Jo 13.35). E, em Efésios 3.10, Paulo afirma que a igreja é uma exposição da sabedoria de Deus até mesmo para os seres celestiais! A igreja foi planejada para ser um retrato da vida real da mensagem que você está pregando, então convide os seus amigos não-cristãos para darem uma boa e cuidadosa olhada.
(Este texto foi adaptado de The Gospel and Personal Evangelism, de Mark Dever, p. 60-68 [Publicado no Brasil pela Editora Fiel com o título O Evangelho e a Evangelização)

Por Rodrigo Ferreira

 

Author


Avatar